https://revistas.ucr.ac.cr/index.php/aieActualidades Investigativas en Educación ISSN electrónico: 1409-4703

Ambientalização curricular no ensino superior: formação e sustentabilidade nos cursos de graduação

Mariza Rotta, Airton Carlos Batistela, Sergio Ricardo Ferreira



DOI: https://doi.org/10.15517/aie.v17i2.28676

Resumen


Este ensaio apresenta a proposta de articulação curricular de cursos de graduação de licenciatura, bacharelado e tecnólogo por meio das disciplinas que congregam o eixo - ambientalização dos espaços educativos sustentáveis – como forma de apresentar a proposição de uma formação acadêmica voltada ao desenvolvimento sustentável e à educação ambiental dentro e fora da universidade. A linha de formação está explanada de forma que alinhave ensino e investigação propiciando práticas e desenvolvimento de conhecimentos a partir dos elementos que integram o tema meio ambiente e sustentabilidade nas atividades acadêmicas e de gestão institucional. O contexto base da discussão se dá a partir da construção do desenho curricular com disciplinas de cunho interdisciplinar que integrará a práxis pedagógica da Faculdade Municipal de Educação e Meio Ambiente – FAMA da região Sul do Brasil. Buscando romper com currículos disciplinares tradicionais que apresentam maiores limitações ao tratar de questões centrais de formação que requer olhar integrado e compreensão da complexidade das questões ambientais. Este ensaio se inicia expondo a problemática ambiental a partir da estruturação do pensamento moderno para, em seguida, abordar o assunto nos dias atuais e, por fim, expor a proposta institucional sobre esta questão.

Este ensayo presenta la propuesta de articulación curricular de cursos de graduación de licenciatura y tecnología por medio de las asignaturas que congregan el eje - ambientación de los espacios educativos sustentables como forma de presentar la proposición de una formación académica volcada al desarrollo sustentable y a la educación ambiental dentro y fuera de la universidad. La línea de formación está expuesta de forma que articula la enseñanza e investigación propiciando prácticas y desarrollo de conocimientos a partir de los elementos que integran el tema medio ambiente y sostenibilidad en las actividades académicas y de gestión institucional. El contexto base de la discusión se da a partir de la construcción del diseño curricular con asignaturas de cuño interdisciplinario que integrará la praxis pedagógica de la Facultad Municipal de Educación y Medio Ambiente - FAMA de la región Sur de Brasil.  Este busca romper con currículos disciplinares tradicionales que presentan mayores limitaciones al tratar de cuestiones centrales de formación que requiere una mirada integrada y comprensión de la complejidad de las cuestiones ambientales. Este ensayo se inicia exponiendo la problemática ambiental a partir de la estructuración del pensamiento moderno para, después, abordar el asunto en la actualidad y, por fin, exponer la propuesta institucional sobre este tema.

 


Palabras clave


ambientalização curricular; educação ambiental; ensino superior, Brasil; ambientalización curricular; educación ambiental; esneñanza superior

Texto completo:

PDF

Referencias


Brasil. (1999). Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9795.htm

Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos. (2006). Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Ministério da Educação, Ministério da Justiça, Unesco.

Carvalho, Isabel Cristina de Moura. (2004). Educação Ambiental Crítica: nomes e endereçamentos da educação. In Layrargues, Philippe Pomier (Coord.) Identidades da educação ambiental brasileira/. (pp. 13-24). Brasília: Ediciões MMA.

Estado do Paraná. (2013). Deliberação nº 04/2013. Conselho Estadual de Educação: Curitiba. Disponível em: http://www.cee.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/Deliberacoes/2013/deliberacao_04_13.pdf

Estado do Paraná. (2013). Indicação nº 01/2013. Conselho Estadual de Educação: Curitiba. Disponível em: http://www.cee.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/Deliberacoes/2013/deliberacao_01_13.pdf

Estado do Paraná. (2013). Lei Estadual nº 17.505/2013 - Institui a Política Estadual de Educação Ambiental e o Sistema de Educação Ambiental e adota outras providências. Disponível em http://www.legislacao.pr.gov.br/legislacao/pesquisarAto.do?action=exibir&codAto=85172

Estado do Paraná. (2015). Deliberação Nº 02/2015-CEE/PR. Dispõe sobre as Normas Estaduais para a Educação em Direitos Humanos no Sistema Estadual de Ensino do Paraná Disponível em http://pitangui.uepg.br/secrei/LegislInicial%20Arquivos/Deliberacao%20CEE%20PR%2002%20%202015.pdf

Gonzáles Muñoz, Maria C. (1996). Principales tendencias y modelos de la educación ambiental en el sistema escolar. Revista ibero-americana de educación, 11, 13-74.

Jacobi, Pedro e Luzzi, Angel, Daniel. (Noviembre de 2004). Educação e meio ambiente – um diálogo em ação, (p. 327). In Anais do 27º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação - Anped, Caxambu, Rio de Janeiro.

Jacobi, Pedro. (2005). Educação Ambiental: o desafio da construção de um pensamento crítico, complexo e reflexivo. Educação e Pesquisa. São Paulo, 31(2), 233 – 250.

Leff, Enrique. (2000). Pensar la complejidad ambiental. In: Leff, E. La complejidad ambiental, (pp. 7- 35). México: Siglo XXI.

Leite Lopes, José Sérgio. (2006). Sobre processos de ambientalização dos conflitos e sobre dilemas da participação. Horizontes antropológicos, Porto Alegre, 12 (25), 31- 64.

Ministério da Educação do Brasil. (2012). Resolução nº 2, de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Ministério da Educação Conselho Nacional De Educação Conselho Pleno. Disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=10988-rcp002-12-pdf&category_slug=maio-2012-pdf&Itemid=30192

Morin, Edgar; Kern, Anne Brigitte. (1993). Terre Patrie. Paris: Seuil.

Moraes, Maria Cândida. (2004). Educação, aprendizagem e cidadania no século XXI. Petropólis, RJ: Vozes.

Nicolescu, Basarab. (2000). Educação e transdisciplinaridade. Brasilia: Unesco.

Trajber, Rachel e Sato, Michèle. (2010). Escolas sustentáveis: incubadoras de transformações nas comunidades. Revista Eletrônica Mestrado Educação Ambiental, V. especial, 70 -78.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




© 2017 Universidad de Costa Rica. Para ver más detalles sobre la distribución de los artículos en este sitio visite el aviso legal. Este sitio es desarrollado por UCRIndex y Open Journal Systems. ¿Desea cosechar nuestros metadatos? dirección OAI-PMH: https://revistas.ucr.ac.cr/index.php/index/oai