Resumen

Neste artigo indica-se como Leibniz se aproxima da concepção hobbesiana da causalidade por meio do seu princípio de equipolência entre a causa plena e o efeito integral ao mesmo tempo em que, por outro lado, quando se trata da relação entre a causa primeira e o mundo, está muito mais próximo do axioma causal cartesiano
Palabras clave: causalidade, equipolência, geometrização, mecanicismo, metafísica