Resumen

Trata-se de pensar o estatuto ontológico da substância corpórea em Leibniz, através da comparação entre o Discurso de metafísica (1686) e a Monadologia (1714). Há uma ampliação do papel do corpo no texto de 1714, mas Leibniz já refletia sobre o lugar do corpo na sua metafísica em 1686.