Resumen

O objetivo desta investigação foi conhecer a perspectiva do familiar/cuidador no enfrentamento da dor crônica do seu ente querido em cuidados paliativos. A coleta de dados utilizou a entrevista semiestruturada e foi realizada nos meses de janeiro a abril de 2018 com nove familiares/cuidadores de pacientes em cuidados paliativos com dor crônica. Para análise, foi utilizada a Técnica de Análise de Conteúdo de Bardin e os resultados discutidos com base na literatura correlata. Da análise emergiram quatro categorias: 1) Sentimentos vivenciados por familiares/cuidadores; 2) Uso limitado de analgésicos como recurso terapêutico para controle álgico; 3) Desconhecimento das terapias não farmacológicas no manejo das crises álgicas e 4) A comunicação como recurso terapêutico de suporte nas crises álgicas. Conclui-se que a dor ainda é subtratada e esse fato contribui para o aumento do sofrimento tanto do paciente quanto do familiar/cuidador.

Palabras clave: Cuidadores; Cuidados Paliativos; Dolor crónico; Enfermería; Familia.