Resumen

O presente ensaio pretende analisar de que forma o dualismo progresso/ conservadorismo foi incorporador ao discurso político e a práticas sociais na História do Brasil, em especial, a partir do início do século XX, tendo como base a cidade do Rio de Janeiro. Para isso, faça-se uso do conto "Evolução", de Machado de Assis, que expõe de forma crítica e irônica como o Brasil convive com tais práticas.
Palabras clave: literatura brasileña, cuento, conservadurismo / progreso, Machado de Assis, literatura brasileira, conto, conservadorismo / progresso